Apple: Novo iPad Pro conta com processador M1, 5G e mini-LED

Ticker

10/recent/ticker-posts

Apple: Novo iPad Pro conta com processador M1, 5G e mini-LED



Sabíamos que os novos iPad Pros contariam com um processador que poderia ser semelhante ao novo processador próprio da Apple, mas é ainda melhor. É o próprio M1 que vem equipar os novos iPad Pros colocando-os num nível superior e, cada vez mais, profissional e concorrente aos computadores.

Comparado com o A12Z, o desempenho do CPU é até 50%, o GPU é 40% mais rápido. A Apple permite personalizar o seu novo iPad pro até aos 16 GB de RAM e até 2 TB de armazenamento (o armazenamento também é duas vezes mais rápido do que na geração anterior).

E para tornar esses tablets ainda mais parecidos com os de um computador, junta-se a porta Thunderbolt. Ele tem uma velocidade de transferência de 40 Gbps e permite conectar monitores externos com resolução até 6K, bem como armazenamento externo super rápido. E se de alguma forma tiver 10 gigabit Ethernet, o novo iPad Pro também pode lidar com isso.

Apesar de a o talbet permitir adicionar monitores externos, pode ter problemas para desviar os olhos do ecrã do próprio iPad – os rumores estavam certos, a Apple equipou o iPad Pro 12.9 com um painel mini-LED (o modelo de 11 ”ainda usa LCD normal”) A Apple intitula de display Liquid Retina XDR, semelhante ao monitor de mesa Pro Display XDR. É super brilhante, com pico de 1.600 nits e alcança um brilho de 1.000 nits. E suporta todos os formatos de imagem de alta qualidade (HDR10, Dolby Vision, HLG).

O coração do mini-LED é a nova luz de fundo, que consiste em 10.000 minúsculos LEDs agrupados em 2.500 zonas de dimerização locais (para comparação, o iPad Pro 12.9 anterior tinha apenas 72 LEDs).

Ambos os modelos de 11” e 12,9” possuem ProMotion, também conhecido como taxa de atualização adaptativa de 120Hz. O ecrã do modelo de 11” é o conhecido Retina que conta com 600 nits de brilho máximo. Ele ainda suporta True Tone e usa a gama de cores DCI-P3.

Embora possam rivalizar com alguns desktops em termos de desempenho, os iPad Pros ainda são produtos móveis e agora têm conectividade 5G, o primeiro nos tablets.

Os novos iPad Pros têm uma câmera TrueDepth atualizada com um sensor de 12 MP e uma lente de ângulo ultra-wide. O campo de visão de 122º permite um recurso denominado Center Stage – quando em uma chamada de vídeo, o tablet pode ampliar e deslocar para mantê-lo no centro do quadro. E se outra pessoa se sentar ao seu lado, ele diminuirá o zoom para que ambos fiquem no quadro.

A câmara dupla na parte traseira tem algumas melhorias. Ele ainda tem um módulo principal de 12 MP e módulo ultra-wide de 10 MP, além de um scanner LiDAR. A maioria das melhorias vem de um ISP e NPU mais rápido do chipset M1. Eles habilitam Smart HDR 3 e, em condições de pouca luz, o LiDAR ajuda com o foco automático. O tablet também pode inserir imagens digitais e mantê-las como plano de fundo para criar ambientes virtuais impressionantes, ao estilo do que já encontramos em outros serviços de videoconferência.

As pré-vendas iniciam-se no dia 30 de abril, sendo que já pode ver todas as informações no site oficial da Apple. Os preços também variam:

iPad Pro 12,9iPad Pro 12,9 5GiPad Pro 11iPad Pro 11 5G
128GB122913999091079
256GB1339150910191189
512GB1559172912391409
1TB1999216916791849
2TB2439260921192289